Roubou retroescavadora e destruiu por vingança mais de 50 Mercedes

No último dia do ano de 2020, um homem de 38 anos de Vitoria-Gasteiz, Espanha, invadiu uma fábrica da Mercedes e destruiu mais de 50 carros com uma retroescavadora.

Segundo o El Correo, o massacre foi motivado pelo facto deste ter sido despedido em 2016/17 de uma outra fábrica da marca alemã, e após recentemente ter sido também despedido de uma outra empresa em Gojain (Legutiano), ligada ao ramo da construção, local onde terá arranjado a “arma do crime”.

A partir desse momento, foi o caos. A retroescavadora entrou nas instalações da fábrica e começou a destruir todas as carrinhas que encontrava pela frente… mais de 50. O ataque só foi interrompido quando um dos elementos da equipa de segurança disparou um tiro de aviso e impediu o sujeito de chegar à linha de montagem. O que seria esse o seu principal objectivo, para destruí-la, o que obrigaria a Mercedes a suspender a produção até que a linha voltasse a estar operacional.

O homem foi detido e enfrenta agora acusações de destruição de propriedade pública e privada. À excepção dos veículos, não houve vítimas.

COMENTÁRIOS

RELACIONADOS