“Putin, go f*ck yourself”: Abrunhosa cantou contra a Rússia em Águeda e a embaixada reagiu

Desde o primeiro dia do conflito armado na Ucrânia que o cantor português Pedro Abrunhosa se tem manifestado contra a invasão russa, lançando até uma música dedicada à resistência e coragem dos cidadãos ucranianos. Entretanto, no passado dia 2 de julho, numa atuação no festival AgitÁgueda, Pedro Abrunhosa adaptou a letra da música “Talvez F****” para fazer referências a Vladimir Putin, pedindo ao público que se juntasse em coro.

Podes ver o momento a partir dos 27 minutos:

Quase 3 semanas após o concerto, a Embaixada da Rússia em Portugal emitiu um comunicado “por motivo das declarações inaceitáveis do cantor Pedro Abrunhosa”:

“A Embaixada tem recebido cartas dos compatriotas russos zangados que afirmam estar chocados pelo comportamento dum dos famosos cantores portugueses Pedro Abrunhosa. Durante o concerto no festival “AgitÁgueda 2022”, a 2 de julho de 2022, ele se permitiu dizer várias coisas grosseiras e inaceitáveis sobre os cidadãos da Federação da Rússia, bem como os seus mais altos dirigentes. Além disso, Pedro Abrunhosa incentivava em êxtase os espectadores, entre os quais os russos que também pagaram os bilhetes, que repetissem o que estava a gritar, tendo no final expressado o desejo que as palavras dele fossem ouvidas em Moscovo.

Senhor Abrunhosa não deve ter dúvidas: as suas palavras, indignas do homem de cultura que ainda por cima representa o país, que está a se manifestar abertamente contra qualquer tipo de ódio e discriminação, foram ouvidas. As respetivas conclusões serão tiradas.

Gostaríamos ainda de relembrar a senhor Abrunhosa que os seus gritos vergonhosos se enquadram em mais de que um artigo da legislação penal portuguesa, sendo que neste contexto informámos através dos canais diplomáticos os órgãos competentes de aplicação da lei.

A Embaixada da Rússia continua a vigiar os interesses dos cidadãos russos residentes em Portugal, e nenhumas provocações ignóbeis contra eles ficarão sem resposta.”

COMENTÁRIOS

RELACIONADOS