“Popeye russo” faz apelo por cirurgia para evitar que os braços sejam amputados

A história de Kirill Tereshin, mais conhecido como “Popeye russo”, já é conhecida, o jovem após deixar o exército em 2017 começou a injetar synthol nos bíceps, uma mistura de azeite, lidocaína e álcool benzílico.

No início do ano Kirill disse que, em 12 meses teria de retirar todo o produto do corpo, por causa das imensas dores que sofre, além do óbvio desconforto físico, ele está a sofrer de outros problemas que podem levar à amputação dos braços.

Por essa razão, ele está a pedir ajuda financeira para tentar operar no Reino Unido, uma operação que custaria cerca de 40 mil euros.

“Adoraria que fosse no Reino Unido, mas o mais importante é que o procedimento seja bem-sucedido”, comentou ao The Sun.

COMENTÁRIOS

RELACIONADOS