Político defende administração via retal para tratamento no combate à Covid-19

O Brasil é o segundo país com mais mortes e mais casos de infeção por novo coronavírus no mundo e Volnei Morastoni, autarca de Itajaí, um município brasileiro localizado no estado de Santa Catarina, na região sul do Brasil, sugeriu como possibilidade de tratamento a ser oferecida aos cidadãos a “administração retal de ozónio”, uma técnica sem eficiência comprovada.

“É uma aplicação simples, rápida, de dois ou três minutinhos por dia, provavelmente vai ser uma aplicação via retal. É uma aplicação tranquilíssima, rapidíssima de dois minutos com cateter fino, e isso dá um resultado excelente”, disse o autarca de 69 anos, que também é médico pediatra e homeopata.

A comunidade científica foi célere a desaconselhar as sugestões de Morastoni, pois ainda não há evidências científicas que permitam o seu uso médico no Brasil.

COMENTÁRIOS

RELACIONADOS