Padre deseja a morte aos fiéis que não vão à missa por causa da Covid-19

A missa do último domingo do padre brasileiro António Firmino, da paróquia São João Batista, no Brasil, causou indignação entre os fiéis que se alastrou às redes sociais, depois do padre ter desejado a morte a todos os que não frequentavam a eucaristia por causa da pandemia de Covid-19.

Em causa estava que para o sacerdote António Firmino, os fiéis que não estão no grupo de risco e optam por não voltar à igreja até haver uma vacina, deviam “morrer antes” que esta chegue à população.

Após a repercussão das suas declarações, o padre foi obrigado a emitir um pedido de desculpas, referindo que se tratou de “um comentário infeliz” e apelou ao perdão.

COMENTÁRIOS

RELACIONADOS