Como aconteceu o trágico acidente do voo Rio de Janeiro – Paris da Air France

Ontem, mais de 13 anos após a tragédia do voo 447 Rio-Paris, começou o julgamento no Tribunal Correcional de Paris onde a fabricante Airbus e a companhia aérea Air France respondem perante a justiça francesa.

Ninguém corre o risco de prisão, pois apenas as empresas estão em julgamento com multas potenciais de até 225 mil euros. A Air France é acusada de não ter implementado formação em caso de congelamento dos sensores (apesar do risco estar identificado) e a Airbus está acusada de ter “subestimado a gravidade das falhas dos sensores de velocidade instalados na aeronave A330, ao não tomar todas as medidas necessárias para informar com urgência as tripulações das empresas operadoras e contribuir para a sua formação eficaz”.

O acidente: No dia 1 de junho de 2009, um A330-200 que fazia a ligação entre Rio de Janeiro – Paris caiu no Atlântico e não deixou sobreviventes. O acidente causou a morte dos 216 passageiros e dos 12 tripulantes, naquele que foi o desastre mais mortífero da história da Air France. Só em 2011, dois anos após o acidente, é que o avião com a maioria dos corpos e as caixas negras foram localizados no fundo do oceano, numa busca sem precedentes a 4 km de profundidade.

No seguinte vídeo podes perceber como tudo aconteceu e a série de erros que levou ao acidente.

COMENTÁRIOS

RELACIONADOS