Mergulhador encontra no fundo do mar uma espada com 900 anos

Shlomi Katzin, um mergulhador amador israelita, durante um mergulho no último sábado, dia 16 de outubro, encontrou uma espada de ferro que data da época das Cruzadas.

O israelita encontrou o artefato perto de Haifa, em Israel, explica em comunicado a Autoridade de Antiguidades de Israel (AAI) na sua página do Facebook.

Conforme relata a Associated Press, o mergulhador estava a cerca de 150 metros da costa e a nadar a uma profundidade de 5 metros quando percebeu um tesouro no fundo do oceano. Ali haviam âncoras, fragmentos de cerâmica e a tal espada, com um metro de comprimento e cabo de 30 centímetros.

Os especialistas afirmam que a espada tem precisamente cerca de 900 anos, pesa 1,8 quilos e mede 1,2 metros, e data da Terceira Cruzada.

Dada a lei que vigora em Israel, a espada terá de ser entregue às autoridades, já que o país tem grande orgulho na sua história e a descoberta foi bem recebida.

“É normal encontrar espadas em más condições, mas esta foi encontrada debaixo de água – e debaixo de água estava preservada numa condição muito boa. É a primeira vez que encontramos uma espada bonita como esta”, disse Yaakov Sharvit, diretor da unidade de arqueologia marítima da Autoridade de Antiguidades de Israel.

Os especialistas sublinham que a espada terá pertencido a um cavaleiro que caiu na água ou que perdeu a espada durante uma batalha perto de uma praia.

COMENTÁRIOS

RELACIONADOS