Jornalista Tânia Laranjo levou banho no Estádio do Dragão durante direto da CMTV

O Ministério Público e a Autoridade Tributária estão a levar a cabo uma operação que tem como alvo Alexandre Pinto da Costa e o empresário Pedro Pinho, por alegados crimes como burla qualificada, fraude fiscal, abuso de confiança, falsificação e branqueamento de capitais. Segundo os meios de comunicação social esta operação é a segunda parte da Operação Cartão Vermelho que, em julho, levou à detenção do então presidente do Benfica, Luís Filipe Vieira.

Quem marcou presença à entrada do Estádio do Dragão foi a jornalista Tânia Laranjo, porém a sua intervenção em direto chegou a ser interrompida por adeptos ligados ao FC Porto, que há vários anos consideram a jornalista como “persona non grata”.

COMENTÁRIOS

RELACIONADOS