Jornalista juntou-se à conferência secreta dos ministros da defesa da UE e nem queria acreditar

O jornalista holandês, Daniel Verlaan, usou a senha publicada acidentalmente no Twitter por um funcionário do Ministério da Defesa do seu país e não queria acreditar quando entrou na sala de reunião virtual dos ministros da Defesa da União Europeia.

Visivelmente incrédulo, o jornalista põe as mãos na cabeça quando percebe que conseguiu realmente entrar na reunião por Zoom, onde participava inclusivamente o português João Gomes Cravinho, sendo interpelado pelo chefe de política externa da UE, o espanhol Josep Borrell. “Quem é o senhor?”, pergunta o dirigente.

O jornalista tenta justificar-se: “Sim, sim. Desculpem. Sou um jornalista dos Países Baixos. Desculpem interromper a conferência. Vou embora”. 

A resposta de Borrell não se fez esperar com o responsável a dizer ao jornalista que estava a incorrer num “crime”. “É melhor sair antes que a polícia chegue”. 😁

COMENTÁRIOS

RELACIONADOS