Jean-Claude Juncker quase ateou fogo à primeira-dama de Ruanda ao manobrar tocha

O Presidente da Comissão Europeia, Jean-Claude Juncker, passou por uma situação embaraçosa durante a sua visita a Ruanda, onde participou na comemoração do 25º aniversário do genocídio dos Tutsis. Tudo porque a certa altura, num momento em que manobrava uma tocha, quase que ateava fogo à primeira-dama Jeannette Kagame.

COMENTÁRIOS

RELACIONADOS