Insólito na CAN: Árbitro acaba o jogo duas vezes antes dos 90 minutos

O jogo da CAN entre Tunísia e Mali ficou marcado por uma cena insólita, com o árbitro da partida a ser um dos protagonistas pelos piores motivos. Janny Sikazwe, árbitro da Tanzânia, resolveu apitar para o final do jogo aos 85 minutos e, pouco depois, aos 89.

Na primeira vez o banco da Tunísia protestou por não perceber o motivo do árbitro terminar a partida antes do tempo. Foi então que o juiz retomou o jogo… para voltar a terminar a partida aos 89 minutos, sem direito a descontos, num jogo com 9 substituições efetuadas no segundo tempo, duas paragens para ir ao VAR e uma paragem para hidratação.

Os jogadores e staff técnico da Tunísia ficaram incrédulos com a situação, uma vez que estavam à procura do empate, mas o jogo terminou com a vitória do Mali por 1-0, graças a uma grande penalidade convertida por Ibrahima Kone, aos 48 minutos.

Os tunisinos poderiam ter empatado, mas Khazri falhou uma grande penalidade no segundo tempo. Na grande penalidade a favor da Tunísia, o árbitro só marcou depois de rever as imagens no monitor, após ser alertado pelo VAR por uma mão na bola na área dos malianos.

Mas a situação insólita não ficou por aqui. A CAF ordenou que fossem jogado os restantes minutos… mas desta vez foi a Tunísia que recusou. De acordo com o jornalista Saddick Adams os tunisinos estão a preparar um protesto do jogo junto da CAF.

COMENTÁRIOS

RELACIONADOS