Gorila deu o seu último suspiro nos braços do cuidador que a salvou em bebé

Ndakasi, um dos gorilas que se tornou famoso, depois de pousar para uma selfie com um guarda-florestal no Parque Nacional de Virunga, património da UNESCO na República Democrática do Congo, morreu no passado dia 26 de setembro, aos 14 anos de idade, vítima de “doença prolongada”.

A notícia foi divulgada esta terça-feira pelo próprio parque, que expressou uma profunda tristeza pela sua morte. Na imagem que acompanha a notícia vê-se Ndakasi no momento do seu último suspiro com a cabeça apoiada no peito de Andre Bauma, precisamente o cuidador que a salvou em bebé. A imagem do momento já se tornou viral.

“Ndakasi deu o seu último suspiro nos braços do seu querido cuidador e amigo de longa data, Andre Bauma”, acrescentou o Parque Nacional de Virunga, referindo-se ao cuidador de Ndakasi, que disse ter sido um “privilégio” cuidar do animal, destacando a sua “natureza querida”, “inteligência” e “personalidade alegre”.

COMENTÁRIOS

RELACIONADOS