Como o filme 1917 foi gravado para parecer apenas um take

O esperado filme 1917, que estreia nos cinemas portugueses no dia 23 de janeiro, conta com 10 nomeações para os Oscars 2020 (Joker lidera com 11 nomeações). No drama, tudo acontece no auge da Primeira Guerra Mundial, quando dois jovens soldados britânicos recebem uma missão aparentemente impossível. Numa corrida contra o tempo, têm de atravessar território inimigo e entregar uma mensagem que impedirá um ataque letal contra centenas de soldados, entre eles o irmão de Blake.


1917 é um filme construído com arrojo e mestria técnica, onde a precisão de movimentos entre câmara e atores cria um bailado exímio, que em nada se assemelha ao caos e violência do seu tema: as trincheiras esguias e claustrofóbicas, a solitária Terra de Ninguém e os teatros de guerra infindáveis. Uma das características do filme mais comentadas é o facto de ser filmado num jogo contínuo de câmaras para parece um só take. Os takes contínuos duram cerca de 8 minutos e são editados para encaixarem uns nos outros.

⬇Como foi conseguido este efeito⬇

⬇Trailer⬇

⬇Making of⬇

COMENTÁRIOS

RELACIONADOS