Como a natureza se adaptou à radiação de Chernobyl

Na zona contaminada em torno de Chernobyl, conhecida como zona de exclusão, o biólogo da Universidade da Carolina do Sul, Timothy Mousseau, encontrou diversas espécies que produzem mais antioxidantes (do que é normal) em resposta à radiação. A lista de criaturas que estudou é longa: desde pássaros, insetos, aranhas, morcegos e pequenos roedores. Descobre no vídeo como algumas espécies se adaptaram à radiação.

COMENTÁRIOS

RELACIONADOS