Chef enfrenta ativistas vegan com patos mortos após invadirem restaurante

No passado mês de março, o restaurante londrino The Square, que recebeu uma estrela Michelin, foi invadido por um grupo de ativistas vegan. Os membros do grupo levaram fotos de patos e cartazes, para protestar contra o uso de “foie gras”.

Este produto é obtido do fígado de um pato ou ganso que foi sobrealimentado através do processo de engorda forçada. Atualmente, a produção de “foie gras” está vetada em mais de 15 países, por leis de proibição à alimentação forçada, que é considerada abuso animal.

A manifestação foi interrompida pelo chef Clément Leroy, que decidiu enfrentar e provocar os manifestantes, mostrando dois patos mortos e depenados. Perante o coro de protestos, o chef assegurou que “são agradáveis” e “um bom ingrediente”, com os manifestantes a responder que “não é comida, é violência” e “sangue nas suas mãos”.

COMENTÁRIOS

RELACIONADOS