Assim foi recebido Svante Pääbo no regresso ao trabalho após receber o Prémio Nobel da Medicina

O sueco Svante Pääbo venceu, na passada segunda-feira, o Nobel da Medicina pelas “suas descobertas sobre os genomas de hominídeos extintos e a evolução humana”. O biólogo sueco é especializado em genética da evolução e, curiosamente, o seu pai, Sune Bergström, recebeu exatamente o mesmo prémio em 1982.

Segundo a Academia, Pääbo descobriu que a transferência de genes ocorreu desses hominídeos agora extintos para o Homo Sapiens. “Esse antigo fluxo de genes para os humanos atuais tem relevância fisiológica hoje, por exemplo, afetando como nosso sistema imunitário reage a infeções”. E foi a sua capacidade de sequenciar o genoma do Neandertal, um parente extinto dos humanos atuais, que lhe valeu o Nobel. Mas não só: “Ele também fez a descoberta sensacional de um hominídeo anteriormente desconhecido, Denisova”, diz a Academia.

Um dia depois da notícia da vitória, Pääbo, no regresso ao trabalho, foi recebido com tremenda euforia por parte de todos os restantes elementos do instituto onde trabalha. 👏

COMENTÁRIOS

RELACIONADOS