Arábia Saudita já deu início à construção da eco-cidade que vai ter 170 quilómetros de extensão

A Arábia Saudita deu início ao ambicioso projeto urbano “The Line”, apresentado como uma cidade de um só edifício no deserto que se estenderá por 170 quilómetros e será capaz de alojar 1,2 milhões de pessoas até 2030 e um total de 9 milhões de pessoas até 2045, com um custo projetado de 1 bilião de dólares – o equivalente a 980 mil milhões de euros.

Num vídeo de drone partilhado na Internet é possível ver o início das obras desta eco-cidade futurista em forma de dois arranha-céus espelhados.

A cidade futurista levará anos para ser concluída e ficará localizada no noroeste do país, perto do Mar Vermelho.

O projeto descreve a “The Line” como uma “revolução civilizacional que coloca os seres humanos em primeiro lugar” sem qualquer estrada, carros ou emissões poluentes. O sistema de transportes será composto por metros subterrâneos que permitirão aos habitantes da cidade chegarem a qualquer ponto em 20 minutos, com um passeio de cinco minutos que permitirá chegar a supermercados e zonas de lazer.

Tecnologias de IA, sistema de água renovável e a arquitetura irão criar um ambiente favorável para que as pessoas vivam com qualidade. A altura da estrutura irá favorecer a circulação de ar, garantindo um ambiente fresco mesmo nos dias quentes do deserto.

COMENTÁRIOS

RELACIONADOS