Fez-se passar pela filha de 11 anos e combinou encontro com pedófilo
20/02/2018

Na Argentina, um pai fez-se passar pela filha de 11 anos de idade, através da plataforma Whatsapp, para se encontrar com um homem de 29 anos que a estava a assediar através desta rede social. Quando se encontraram, o pai deu uma sova ao predador sexual.

A menina estava a receber mensagens constantes com conteúdo sexual de Germán Acosta, que pedia o envio de fotografias do mesmo teor. Foi a própria que decidiu pedir ajuda ao pai, que começou a imitar a filha através da plataforma de envio de mensagens.

Walter Martín Rodríguez, pai da criança, contou mais detalhes da conversa aos meios locais. "Primeiro disse-me que fosse a sua casa e deu a morada, depois disse que não podíamos ir a sua casa porque estava lá a sua mãe e então combinamos numa esquina de uma concessionária". O pai chegou ao local combinado e deu-lhe uma sova. "A verdade é que ia com ideias de o matar. Nem pensei, estava fora de mim. Valeu-me a polícia senão deixava-o muito mal", confessou Walter.

Os dois homens foram detidos. Acosta por assédio online e Rodriguez por agressão, mas foram libertados no mesmo dia, situação que causou alguma insatisfação.