16/08/2018

Um lisboeta registou a reação do seu cão após ter encomendado uma pizza pela televisão lá de casa... não é que o guloso animal acabou por fazer confusão com a imagem que estava no ecrã e começou a lamber a televisão.

Vale a pena assistir a este episódio! 😂

06/08/2018

Foi partilhado nas redes sociais um vídeo que se tornou viral, onde podemos ver um automobilista a transportar uma cama no tejadilho do seu veículo em plena Ponte 25 de Abril. Será resultado do divórcio ou vai a caminho do Festival Sudoeste?

20/07/2018

As imagens que se seguem podem parecer de um mês tipo janeiro... mas não! São de julho e mostram a paisagem da Serra da Estrela, que no passado domingo uma tempestade de granizo cobriu de branco. O fenómeno, invulgar para a época, surpreendeu alguns internautas que publicaram nas redes sociais imagens das estradas cobertas pelo granizo.

13/07/2018

O detentor do recorde do Guinness de unhas com maior comprimento numa só mão resolveu cortá-las, 66 anos depois de as ter começado a deixar crescer. Shridhar Chillal, de 82 anos, parou de cortar as unhas em 1952 após ter sido admoestado por uma professora por estar a brincar com um amigo e lhe ter partido uma unha.

Devido ao comprimento excessivo e ao peso das unhas, bem como pelo facto de os dedos estarem sempre juntos numa determinada posição, Shridhar acabou mesmo por perder os movimentos da mão esquerda. Mas apesar de tudo não tomou a decisão de se despedir das suas "amigas" de ânimo leve. "Quando decidi cortar as unhas, foi difícil para mim. Mas quando percebi que iam ser expostas num museu e que iam cuidar delas, senti que estava a fazer a coisa certa", revelou o homem.

O comprimento total combinado das unhas do homem está registado nos 909,6 centímetros. Só a unha do polegar, a maior do conjunto, mede 197,8 centímetros. As unhas de Shridhar Chillal estão agora em exposição no museu Ripley's Believe It or Not!, em Nova Iorque, nos Estados Unidos.

12/07/2018

Ao final da tarde do passado domingo, um motorista da Uber chamado Luís Amaral foi agredido por um taxista na estação da CP de Lagos. O homem foi pontapeado por um outro alegadamente munido de uma soqueira, quando se preparava para transportar um grupo de turistas brasileiros.

04/07/2018

Hoje, dia 4 de julho, faz exatamente 14 anos da final do Euro'2004, um dia fatídico para o futebol português. O estádio da Luz servia de epicentro da glória e o sonho estava ali tão perto, mas o destino foi cruel para os portugueses. Charisteas foi o "carrasco" que bateu Ricardo ainda antes dos 60 minuto e até ao apito final o marcador não sofreu alterações. No final, todos os jogadores choraram, em especial um menino prodígio, acabado de se transferir do Sporting para o Manchester United... um tal de Cristiano Ronaldo.

Durante o Euro'2004 o país uniu-se como nunca, as bandeiras nas janelas e nos carros tornaram-se um símbolo, com Scolari a liderar um grupo de heróis rumo ao topo do futebol europeu. Por ironia ou coincidência, em 2016, Éder escreveu direito por linhas tortas e vingou-nos.

Lembras-te onde estavas no dia 4 de julho de 2004?

29/06/2018

O YouTuber Nuno Agonia decidiu fazer férias nesta altura, tal como milhares de portugueses. Terminadas as férias, foi altura de regressar a casa, mas aí começaram todos os problemas conforme o seu testemunho neste vídeo.

O que estaria inicialmente previsto era um voo Barcelona - Porto, voo este que foi cancelado, dando como alternativa um outro voo, que por sua vez também viria a ser cancelado. Tudo isto, gerou um atraso de "2 dias inteiros" em Barcelona, onde foram distribuídos vales de refeição no montante de 6,00€.

Um dos pontos que gerou bastante descontentamento entre os passageiros que partilharam esta situação, foi o facto de em Barcelona o apoio no idioma português ser inexistente, apenas era possível obter apoio em espanhol e inglês.

Findos os 2 dias em Barcelona, a solução apresentada pela TAP foi um voo Barcelona - Lisboa - Porto, solução que foi aceite. Aqui viria a começar o maior ponto de insatisfação, o voo final que seria Lisboa - Porto (TP9797) afinal era uma viagem de autocarro durante 4 horas.