13/07/2018

O detentor do recorde do Guinness de unhas com maior comprimento numa só mão resolveu cortá-las, 66 anos depois de as ter começado a deixar crescer. Shridhar Chillal, de 82 anos, parou de cortar as unhas em 1952 após ter sido admoestado por uma professora por estar a brincar com um amigo e lhe ter partido uma unha.

Devido ao comprimento excessivo e ao peso das unhas, bem como pelo facto de os dedos estarem sempre juntos numa determinada posição, Shridhar acabou mesmo por perder os movimentos da mão esquerda. Mas apesar de tudo não tomou a decisão de se despedir das suas "amigas" de ânimo leve. "Quando decidi cortar as unhas, foi difícil para mim. Mas quando percebi que iam ser expostas num museu e que iam cuidar delas, senti que estava a fazer a coisa certa", revelou o homem.

O comprimento total combinado das unhas do homem está registado nos 909,6 centímetros. Só a unha do polegar, a maior do conjunto, mede 197,8 centímetros. As unhas de Shridhar Chillal estão agora em exposição no museu Ripley's Believe It or Not!, em Nova Iorque, nos Estados Unidos.

28/06/2018

Marcelo Rebelo de Sousa encontrou-se ontem com Donald Trump, na Casa Branca, em Washington, onde conversaram durante alguns minutos sobre o Mundial na Rússia, o vinho da Madeira e as relações entre os dois países. O Presidente norte-americano chegou mesmo a perguntar a Marcelo se Cristiano Ronaldo pode vir a ser candidato à Presidência da República.

28/06/2018

O Presidente da República Portuguesa, Marcelo Rebelo de Sousa, chegou ontem à mítica Casa Branca onde foi recebido pelo presidente dos Estados Unidos, Donald Trump. Logo à chegada, o representante máximo de Portugal antecipou-se ao "famoso" aperto de mão de Trump e deu-lhe a provar do seu próprio "veneno".

Para quem não sabe, Trump tem por hábito cumprimentar líderes de outros países com um forte aperto de mão, seguido de um ou mais puxões. Se nunca viste o "truque" de Trump para se superiorizar aos outros líderes, confere no segundo vídeo alguns desses momentos.

continuar a ler
25/05/2018

Durante a entrega de algumas lembranças, após o seu discurso num comício eleitoral em Aosta, na Itália, o polémico político italiano Silvio Berlusconi, disse sem qualquer embaraço que preferia receber de presente a jovem que estava ao seu lado em vez dos presentes que estava a receber.

Ao seu lado, estava também, o coordenador regional do partido Força Itália, que é nada mais, nada menos, que o pai da jovem. 🤐

09/05/2018

O jovem Feliks Zemdegs, de 22 anos, precisou apenas de 4,22 segundos para resolver o Cubo de Rubik, quando a grande maioria dos humanos precisaria de horas, dias... e se o conseguisse resolver. Isto aconteceu num evento dedicado ao famoso Cubo, em Melbourne, na Austrália.

Feliks superou o anterior recorde de 4.59 segundos, que pertencia ao sul-coreano SeungBeom Cho.

19/04/2018

Subir o Monte El Captain, situado no Parque Nacional de Yosemite, na Califórnia, já foi considerado impossível, até que um dia alguém estabeleceu um recorde que nunca pensaram que fosse quebrado. Isto até aparecer os alpinistas Brad Gobright e Jim Reynolds, que conseguiram quebrar o recorde de velocidade de escalada.

A dupla escalou a formação rochosa de quase 1000 metros em 2 horas, 19 minutos e 44 segundos. A primeira vez que o El Captain foi escalado em 1958 a subida demorou 17 horas.

18/04/2018

Ontem, em pleno Parlamento Europeu, o presidente francês Emmanuel Macron foi arrasado pela eurodeputada portuguesa Marisa Matias, que o batizou de "pequeno Napoleão", sem "conceção de Democracia".

"O senhor apresenta-se aqui como presidente de França, mas na realidade deve pensar que é um pequeno Napoleão… É que veio fazer uma declaração de amor à Democracia, disse mesmo que a Democracia não é uma palavra oca. E eu pergunto-lhe: que Democracia?", começou por dizer Marisa.

"A sua conceção de Democracia não tem cidadãos, não tem parlamentos? Não ouve a assembleia francesa? Ridiculariza as instituições europeias? A sua conceção de democracia não é oca. É inexistente", continuou a eurodeputada portuguesa. Marisa Matias referia-se ao ataque à Síria, que resultou de uma aliança entre EUA, França e Alemanha, sem que outros países fossem ouvidos.

"Se o senhor quer paz no Médio Oriente, tem um bom remédio: pare de vender armas", disparou para finalizar Marisa Matias.