19/09/2018

A "Animal Aid Unlimited", uma organização de resgate de animais na Índia, recentemente fez uma recuperação milagrosa a um filhote de cão encontrado abandonado na rua em condições terríveis... ferido e dentro de um saco de plástico.

Conta a equipa de resgate que, assim que tocaram no saco o animal ganiu de dor. Estava faminto, tinha sarna severa e uma ferida no quadril que lhe estava a causar dores sempre que se mexia. Os seus olhos nunca relaxaram nos primeiros dias após o resgate. Mas depois de 6 semanas de medicação e cuidados, Jumper, como foi chamado, nem parecia o mesmo animal.

VALE A PENA ASSISTIR E PARTILHAR!

19/09/2018

Mike Seidel, do Weather Channel, falava sobre o furacão "Florence" em directo enquanto balançava o corpo como se estivesse sob forte ventania... um exagero tremendo, pois nas imagens é possível ver dois homens a andar a um ritmo confortável e relaxado atrás do repórter.

Só faltou mesmo combinar com as pessoas que passavam pelo local... e era perfeito! 😀

18/09/2018

Não há nada mais bonito que ver o trabalho de equipa de um grupo de pessoas, onde todos remam para o mesmo lado na busca de um objetivo final. Assim deveria ser em tudo na nossa vida... quer dizer, mais ou menos, sem batota.

Fica a intenção do moço! 😂

14/09/2018

Foi logo após o incêndio que arrasou a serra de Monchique, no início de agosto, que uma raposa começou a ser vista junto da casa de Jorge Gaspar e Graça Nunes. O animal estava esfomeado e foi-se aproximando cada vez mais dos moradores, que condoídos pelo seu estado faminto, decidiram dar-lhe comida. Desde então, a raposa, entretanto batizada com o nome de Juliana, passou a fazer visitas diárias. Todas as noites, por volta das 22h00, surge do meio da escuridão e da floresta ardida para comer.

Em redor da casa da família, entre Monchique e Alferce, a devastação é completa, só existindo floresta ardida. A própria habitação também foi atingida pelas chamas, sofrendo danos que estão agora a ser reparados. A família não vive em permanência nesta casa na serra, mas em caso de ausência os vizinhos já lhes prometeram que vão continuar a alimentar a raposa.

14/09/2018

Imagina que estás em casa e do nada caem duas cobras do tecto do quarto. A situação parece insólita, mas aconteceu a um casal na Austrália. No vídeo podes ver as duas pitons macho que caíram da canalização do tecto do quarto de hóspedes do casal que, de imediato, chamou as autoridades para ajudarem a capturar os animais.

Lana Field, dos caçadores de cobras de Brisbane, deslocou-se ao local e acabou por filmar as cobras a lutar no quarto. Segundo a caçadora, as cobras com mais de 1,70 metros de comprimento, lutavam por uma fêmea que estaria no exterior da casa e que poderiam "continuar a lutar por horas até uma delas ficar exausta". Os animais foram capturados e libertados no exterior, a mais de um quilómetro da casa.

12/09/2018

Num posto de combustível da Shell, em Auburn, nos Estados Unidos, dois jovens assaltaram a loja enquanto o funcionário sofria um ataque cardíaco. Tudo começou quando os rapazes começaram a comer dois snacks da loja sem pagar e no momento de pagar tinham apenas 1 dólar. O funcionário confronta os adolescentes até que sofre um ataque cardíaco, embatendo violentamente com o rosto num expositor.

Quando perceberam que o funcionário se estava a sentir mal, tanto os adolescentes como um adulto começaram a fugir, mas ainda regressaram para recuperar o dólar que tinham dado anteriormente. Logo de seguida, tentaram roubar o dinheiro da caixa registadora... isto sem nunca ligarem para o número de emergência.

Passados 3 minutos entra um cliente na loja e ao ver o funcionário no chão liga para o número de emergência. O funcionário sobreviveu, mas encontra-se em estado critico.

11/09/2018

No dia 2 de setembro, em Denver, nos Estados Unidos, um homem tentou assaltar uma loja de cigarros eletrónicos. Infelizmente para ele, ao querer retirar a pistola do bolso em frente à vendedora, o desajeitado meliante deixou-a cair do outro lado do balcão. O homem ainda tentou pular o balcão para recuperá-la, antes de sair a correr com as calças na mão.